Hospitais e salas operatórias

CAREL Hospitals and Operating Theatres 3D CAREL solution for Hospitals and Operating Theatres
 
  • Mais

    Manter a umidade em níveis controlados para garantir:

    • O bem-estar dos pacientes e do pessoal;
    • Saúde: evitar a proliferação de contaminantes biológicos;
    • Segurança: reduzir o risco de descargas elétricas que danificam o equipamento;
    • Qualidade: reduzir o nível de pó no ar;
    • Requisitos regulatórios: manter as condições de temperatura e umidade no ambiente.
  • Características gerais

    A baixa umidade do ar afeta tanto a saúde quanto o bem-estar das pessoas. Durante o inverno, o ar no interior dos edifícios é aquecido a uma temperatura de 20-25°C com a consequente diminuição da umidade relativa em valores de 10-30%, o que é classificado como ar seco, mesmo em caso de neblina do lado de fora. O ar seco favorece a evaporação da água da pele que pode ser rachada e causa secura da garganta, nariz e do aparelho respiratório, etc., favorecendo o surgimento das doenças típicas do inverno. É por todas estas razões que os sistemas de refrigeração de ar que controlam a temperatura e a umidade do ar são utilizados em hospitais, sendo que estas últimas são mantidas nem muito quentes nem muito frias. Para evitar a propagação e proliferação de contaminantes biológicos, a umidade deve ser mantida de forma ideal entre 40% a 60%U.R. O controle preciso da umidade também contribui para proteger o equipamento eletrônico de descargas elétricas, tornando o hospital mais seguro para as pessoas e visitantes, protegendo a saúde do paciente ao mesmo tempo. O ar seco no inverno aumenta o pó no ar devido à perda de material e partículas de pele. Isto causa problemas para as pessoas com alergias ou asma, condição que pode ser reduzida através de um nível de umidade correto no ar. De acordo com a Diretiva Europeia 2002/91/ EC, EN ISO 13790:2008, EN 13779:2008 VDI 6022, DIN 1946-4, o Decreto Italiano de 14 de janeiro de 1997, UNI11425 (apenas para mencionar alguns), os sistemas de ventilação e de refrigeração de ar que funcionam em salas operatórias devem garantir condições ideais de temperatura e umidade para o trabalho dos médicos e considerar as necessidades do paciente. Os sistemas de umidificação devem ser projetados de forma a diminuir a produção e disseminação de contaminantes, além de proporcionar fácil acesso, limpeza e controle. Foi dedicada atenção especial à continuidade do serviço, em particular em salas operatórias: são utilizados umidificadores para garantir a continuidade do funcionamento para evitar paradas para manutenção. O controle preciso de umidade não é apenas um acessório mas um requisito legal.
     

 

Documentação

Comercial
  • Compendium
    Código Descrição Idioma Data * Versão
    +4000021IT Umidificazione dell’aria negli ospedali e nelle strutture sanitarie con obiettivo “risparmio energetico” ITA  21/01/2013 1.0
    +4000021EN Air humidification in hospitals and healthcare structures with the objective of saving energy ENG  21/01/2013 1.0
    +4000021ZH Hospital compendium CHI  10/01/2012 1.0
  • Success Story
    Código Descrição Idioma Data * Versão
    +4000023DE Feuchteregelung und Energieeinsparung für ein nachhaltiges Krankenhaus GER  01/04/2013 1.0
    +4000023EN Humidity control and energy saving for a sustainable hospital ENG  01/04/2013 1.0
    +4000023ES Control de la humedad y ahorro energético para un hospital sostenible SPA  01/04/2013 1.0
    +4000023FR Régulation de l’humidité et économie d’énergie pour un hôpital écologique FRE  01/04/2013 1.0
    +4000023IT Controllo dell’umidità e risparmio energetico per un ospedale sostenibile ITA  01/04/2013 1.0
    +4000023ZH Humidity control and energy saving for a sustainable hospital, Thiene-Schio Hospital CHI  04/01/2013 1.0